20 de abril de 2016

“O amor não tem limites" do autor Amadeu Ribeiro.



Boa tarde
Quando possível, recomendo ler a obra O amor não tem limites" do autor Amadeu RibeiroEditora Vida & Consciência.

Sinopse: Lúcia era uma mulher solitária e independente. Até conhecer Daniel e se apaixonar perdidamente. Porém, o que parecia ser um conto de fadas torna-se um pesadelo. Mesmo após uma relação conturbada e cheia de surpresas, Lúcia recebe o maior presente de sua vida: a filha Talita. E é com a adorável menina que ela vai aprender a importância do amor-próprio e do perdão, e descobrir as armadilhas do apego excessivo.

Resenha: Em minha opinião o romance “O Amor não tem limites” descreve os desafios dos laços familiares com o objetivo de propiciar um novo aprendizado.
Aprender que dominar o querer do outro (a) na fase adulta é impedir que o mesmo elabore suas próprias opiniões com base nas suas experiências de vida.
Aprender a se valorizar mesmo que o seu exemplo de vida e status na sociedade não corresponda à opinião alheia.
Não concordo em dois pontos:
Página 88: em minha opinião não faz sentido associar o sentimento de amor e paixão para um mesmo momento afetivo.
Página 119: Em minha opinião Deus não julga os seres humanos. Dependendo do grau de amadurecimento do espírito, durante sua permanência no plano espiritual, o mesmo alcançara a consciência do que precisa ser feito na próxima encarnação para sanar suas faltas com o seu semelhante, com o curso da vida e consigo mesmo.

Perfil do autor: Amadeu Ribeiro nasceu em 1986 em São Paulo. Formado em pedagogia e pós-graduado em docência do ensino superior. Atualmente leciona na rede pública.
Na fase adulta começou a escrever por meio de intuição espiritual.

Abraços
Kátia Regina Maba
http://katiareginamaba.blogspot.com.br/

“Luzes do Passado" da autor Leonardo Rásica.



Boa tarde

Quando possível, recomendo ler a obra Luzes do Passado" da autor Leonardo RásicaEditora Vida & Consciência.

Sinopse: Esta é a história verídica do jornalista, poeta e professor Carlos Ferreira, que no decorrer de sua vida privou com o imperador Dom Pedro II, o compositor Carlos Gomes, o político Campos Sales e o poeta Castro Alves, entre outros.
Este livro revela detalhes de cada um desses famosos personagens, acrescentando informações históricas daquela época em nosso país. Carlos Ferreira tinha sonhos proféticos e foi incansável batalhador a favor da abolição dos escravos e da república.

Resenha: Carlos Ferreira precisou fazer uma escolha entre a lealdade na vida pessoal e a força de querer realizar algo mais importante do que alcançar as suas próprias ambições.
Homem culto, educado, muito tímido ao lidar com pessoas de poder político ou detentoras de títulos de nobreza no período anterior a abolição.
A partir do momento que ele descobre qual sua verdadeira missão na vida pública não recuou nas ações que estavam ao seu alcance em favor da abolição dos escravos e da república. Nem imaginava o preço que teria que pagar por depositar expectativa nas intenções de colegas de profissão, quando se diziam a favor da república.
Da mesma forma precisou lidar com as cobranças de consciência para com um amor do passado, aquele que nasceu na adolescência.
Não acredito em arrependimento por parte de Carlos Ferreira, ele correspondeu ao assunto de maior urgência da sua atualidade.

Perfil do autor: Leonardo Rásica é pesquisador de acontecimentos espirituais relacionados ao holocausto da Segunda Guerra Mundial e do fenômeno da transcomunicação instrumental. Tem um interesse especial pela área dos sonhos. Desde 1997 mantém um diário de sonhos, cujo conteúdo serve de inspiração para seus livros.

Abraços
Kátia Regina Maba

"Maria de Nazaré" do autor Marek Halter – Romance Histórico.



Boa tarde

Recomendamos para seus momentos de boa leitura o romance "Maria de Nazaré" do autor Marek Halter Romance Histórico – Editora Prumo.

Sinopse: Até que ponto uma mãe pode influenciar o caminho escolhido por seu filho? Neste romance histórico, Marek Halter fornece um novo olhar sobre a mãe mais famosa de todos os tempos. Maria de Nazaré, ou Míriam (hebraico), mãe de Jesus, é retratada, nos inexplorados anos antes da maternidade, como uma defensora da liberdade e da paz. Assim como as grandes heroínas bíblicas, ela é uma mulher de luta, coragem e ação, que se envolverá numa série de eventos que mudarão sua vida e a história do povo judeu para sempre. Trata-se de uma narrativa cercada de reflexões religiosas e políticas que tornam este livro mais que uma ficção com elementos históricos - é, antes, uma instigante aventura através do tempo e das inquietações humanas.

Resenha: Demorei a escrever esta resenha, porque o livro foi muito bom e eu esperei ter a inspiração necessária para traduzir em palavras o encanto que senti nesta leitura.

Imperdível para alguém como eu, fã de romance histórico, foi um dos melhores livros que eu já li. A Vida de Maria de Nazaré foi espetacularmente reconstruída, desde a sua infância até o grande acontecimento pelo qual ficou reconhecida no mundo todo: o nascimento de Jesus.

O autor introduziu na história personagens conhecidos dos Evangelhos, como os pais de Maria, Isabel, João Batista, Barrabás, José de Arimateia e Nicodemos. E também personagens marcantes e carismáticos, como o jovem Obadias. A história foi muito bem desenvolvida, um daqueles livros que passam a impressão de vivermos aqueles momentos, naquelas paisagens, e isso para mim é um dos maiores encantos da literatura. O aspecto histórico daquela época e região, como a dominação romana e as injustiças praticadas contra o povo, também foi muito bem descrito. A história também demonstra a determinação e coragem de Maria. O autor preencheu as lacunas existentes na maior e mais fascinante história de todos os tempos, construindo uma leitura inesquecível.

Importante: A resenha acima mencionada é da leitora/parceira Laura Maria Pais Simão, residente em Petrópolis (RJ) e nasceu em 29 de julho de 1976.

Perfil do autor: Marek Halter nasceu em Varsóvia – Polônia em 1936. Durante a Segunda Guerra Mundial ele e seus pais escaparam por pouco do gueto de Varsóvia. Depois de um tempo na Rússia e Uzbequistão, eles emigraram para a França em 1950. Halter estudou mímica com Marcel Marceau e embarcou em uma carreira como um pintor que levou a várias exposições internacionais. Em 1967 ele fundou o Comité Internacional para um acordo de paz negociado no Oriente Próximo e desempenhou um papel crucial na organização das primeiras reuniões oficiais entre palestinos e israelenses. 

Abraços

Laura e Kátia

24 de fevereiro de 2016

"O Oráculo de Luna" de Frederic Lenoir



Boa noite

Recomendamos a leitura do romance/ficção "O Oráculo de Luna" de Frederic Lenoir.

Sinopse: No século XVI Giovanni um camponês italiano apaixona-se por Elena, uma desconhecida de beleza deslumbrante, sem saber que ela é bisneta do homem mais poderoso de Veneza. Antes de percorrer o mundo atrás de sua amada o rapaz um tanto rude torna-se discípulo de um sábio recluso que lhe ensina astrologia, filosofia e a arte de manejar armas.

ResenhaLer “ O Oráculo de Luna” foi uma aventura, passada em mosteiros, aldeias, cidades da Itália, mosteiros da Grécia e em Jerusalém. O personagem principal, Giovanni, um simples camponês, se apaixona perdidamente por uma nobre veneziana. A sociedade da época jamais aceitaria o amor entre eles, mas eles vivem um intenso romance oculto. Após defender a honra de sua amada em um duelo e matar um nobre, Giovanni é condenado a trabalho escravo, consegue fugir e se torna um monge. A fase da história que eu mais gostei foi a passada nos mosteiros, com a descrição da vida dos monges e das paisagens onde se situam estes mosteiros. Contudo, os extensos diálogos filosóficos entre os personagens deixaram alguns capítulos cansativos. Uma das questões propostas na história é sobre o destino, o livre-arbítrio e as consequências sobre a vida dos personagens. O final não foi do modo esperado, mas não tirou o encanto da história, que merece ser relida.

Importante: A resenha acima mencionada é da leitora/parceira Laura Maria Pais Simão residente em Petrópolis (RJ) e nasceu em 29 de julho de 1976.

Abraços
Kátia e Laura
Blumenau (SC).

17 de fevereiro de 2016

“A Costureira de Dachau" - Romance Ficção Inglesa.



Boa tarde
Para o (a) leitor (a) que gosta de romance ficção inglesa sobre recomeço e tentativas de busca da dignidade humana recomendo a obra A Costureira de Dachau" da autora Mary ChamberlainLançamento nacional 2015 – Editora AGIR.

Sinopse: Ada Vaughan é uma personagem incrivelmente real, imperfeita e sedutora. A Costureira de Dachau conta a história de uma mulher traída e abandonada, que precisa sobreviver sozinha em meio às tragédias da maior guerra da humanidade.
Os acontecimentos iniciam na Londres 1939, passam por Paris e Alemanha, retornando ao berço em 1947. Um cenário destruído, necessidade de recomeço, reencontros e sem espaço para as lembranças da guerra. As reações de Ada Vaughan podem parecer suspeitas e não há certeza de sua inocência.

Resenha: Uma relação fragmentada na base familiar, a ausência do sonho realizado na vida profissional e a paixão são as três explicações que levam a personagem Ada Vaughan a partir de Londres. Os avisos no noticiário de uma provável guerra, a incerteza de rever a família ou as consequências de suas mentiras não foram capazes de parar ou fazer refletir, ela simplesmente acreditou na proposta recebida.
Não li este romance com pressa. Dor física, tratamento e mudança de hábitos foram os motivos do ritmo lento. Uma história que talvez eu não teria desenhado para a minha vida.
O final, confesso que tinha a esperança de algo diferente. Qualquer desfecho que permitisse continuar respirando. A cada escolha a consequência correspondente. Quando o (a) leitor (a) torce pelo personagem coisas na qual acredita deixam de fazer sentido, isto é viver o momento.
Não é preciso julgar as opções de Ada na Londres de 1947, apenas responda para si mesmo (a) se você teria feito diferente.

Perfil da autora: Mary Chamberlain, nasceu e cresceu em Londres. Trabalhou na Inglaterra e no Caribe como professora de História na Universidade de Oxford. Tem escrito vários livros sobre a história das mulheres, a história oral e história do Caribe. Pós-graduada do MA Escrita Criativa no Royal Holloway da Universidade de Londres.
Atualmente mora com seu marido em Londres, o cientista político Stein Ringen.

Abraços
Kátia Regina Maba

22 de outubro de 2015

"Um Diário no Tempo" - Eliana Machado Coelho.



Boa noite
Recomendo para seus momentos de leitura o romance “Um Diário no Tempo" da autora Eliana Machado CoelhoLançamento nacional 2006 – 2ª edição 02/2014 – Editora Lúmen.

Sinopse: “Nada levaremos conosco para a vida real, que não é neste mundo, a não ser as nossas práticas boas ou más, e seremos responsáveis por elas.” pg. 86.

Resenha: A história é ambientada em São Paulo (SP), Mogi das Cruzes e região de Juquitiba.
No decorrer da história despertam as seguintes perguntas:

- Qual o limite humano quando suas ações são provenientes do egoísmo?
- O meio de convívio é o mais forte precursor da natureza egoísta ou tal fraqueza já se apresenta no caráter em seu berço?

Em algumas passagens do romance é perceptível que, em nossas origens os avós, pais, filhos e irmãos são terrenos fértil para o nosso crescimento espiritual através do amor ou da dor. Nesta altura da leitura o leitor conclui e levado refletir que, é extremamente delicado lançar mão de mentiras ou omissão pensando ser o melhor a ser feito para garantir interesses pessoais, sem considerar que a vida desatará todos os nós, mas, os apertos retornam para o autor da ação mal refletida.
Temas abordados nesta obra: vaidade, opressão, egoísmo, materialismo, fé, companheirismo em diferentes círculos, respeito.

Perfil da autora: A médium Eliana Coelho nasceu em São Paulo (SP) sempre esteve em contato com o Espiritismo desde a mais tenra idade. Quando pequena, a vidência já se manifestava pela presença de uma linda moça, traços muito delicados, aparentando cerca de vinte e cinco anos era o espírito Schellida. Freqüentando centro espírita filiado à Federação Espírita do Estado de São Paulo e à União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo, passou a desenvolver seu trabalho espiritual e a participar de diversos cursos, entre eles o de educação mediúnica. Casada, mãe de uma filha, Eliana Machado Coelho tem já diversos livros publicados e prossegue, com determinação e perseverança. 

Abraços
Kátia Regina Maba
katiareginamaba@hotmail.com

"O Manuscrito de Mediavilla"



Boa noite
Recomendamos para seus momentos de leitura o romance "O Manuscrito de Mediavilla" do autor Isaias Pessotti Romance/Literatura Nacional – Editora 34.

Sinopse: Depois do sucesso de seu primeiro livro “Aqueles Cães Malditos de Arquelau” (Prêmio Jabuti/1994 e Livro do Ano Câmara Brasileiro do Livro), Isaias Pessotti brinda o leitor com mais um grande romance "O Manuscrito de Mediavilla".
Um grupo de professores de história medieval da Universidade de Milão ao realizar uma pesquisa sobre os templários – cavaleiros da controversa ordem religiosa e militar que lutou nas Cruzadas e foi perseguida pelo rei da frança e pelo para Clemente V, descobre uma biblioteca pouco conhecida de manuscritos raros em um mosteiro da região da Umbria e indícios da presença dos Cavaleiros Templários na construção da igreja.
Pessotti consegue aliar a este conteúdo altamente erudito uma narrativa cheia de humor, paixão e suspense, que fazem de sua leitura uma experiência única.

Resenha: A partir dos temas acima mencionados, para mim muito interessantes, se desenvolve a história descrevendo as relações entre os historiadores Enrico, Sandro, Clara, Laura e Alberto. Os personagens demonstram um grande senso de humor, o que tornou a história muito atraente para mim. O romance é enriquecido com fatos envolvendo a história dos Cavaleiros Templários.

O autor inseriu muito bem o ambiente da época medieval no presente dos personagens, além de proporcionar certo romantismo com os personagens Enrico e Laura. Além disso, tem um misterioso código em um manuscrito a ser revelado. Através de personagens atuais, é transmitida uma verdadeira aula sobre os Cavaleiros Templários e os motivos que levaram à extinção da Ordem do Templo.
O que eu achei um ponto negativo da história é a extensa descrição de aspectos técnicos de arquitetura sobre a construção de igrejas na Idade Média. Esses detalhes amplamente descritos em minha opinião foram cansativos. Contudo, achei uma leitura muito agradável.
Importante: A resenha acima mencionada é da leitora/parceira Laura Maria Pais Simão, residente em Petrópolis (RJ) e nasceu em 29 de julho de 1976.

Perfil do autor: Isaias Pessotti nasceu em São Bernardo do Campo em 1933. Exerce atribuições de escritor, psicólogo e professor universitário. Obteve o título de Doutorado em Psicologia pela 
Universidade de São Paulo (USP) em 1969.

Abraços

Laura e Kátia

20 de setembro de 2015

"Juntos para Sempre" - Romance brasileiro de Walcyr Carrasco.


Boa noite

Recomendo a leitura do romance brasileiro/ficção “Juntos para Sempre” do autor Walcyr Carrasco, 1ª edição 2013 – Editora Arqueiro Ltda.


Sinopse: Alan é um advogado bem sucedido de São Paulo e leva uma vida aparentemente perfeita: mora em uma cobertura de luxo, namora uma mulher lindíssima e pode ter tudo o que quiser. Mas todas as noites é atormentado por um sonho que o leva a um amor de outra vida. Assiste à morte na fogueira de uma jovem. E nesse momento promete:
- Eu te amarei para sempre!

Resenha: Dedicar tempo ao resultado do trabalho de Walcyr Carrasco na literatura, teatro e novelas é permitir-se rever, talvez conhecer e dependendo da experiência vida do leitor conscientizar-se para a forma como estamos levando a vida, onde a maior parte da nossa atenção está em o que eu levo desta vida.
Em determinados momentos da história no romance Juntos para Sempre o leitor não terá dúvidas ou ausência de imaginação quando o cenário atual esta próximo de uma revelação, desfecho, totalmente previsíveis, mas, os temas de escolha do autor são contemporâneos e polêmicos, motivos pelo qual o leitor não se vê incomodado por alguma previsibilidade e sim convidado a conhecer o próximo passo, a próxima ousadia ou enfrentamento.
O protagonista Alan será apresentado à realidade de sua vida íntima, momento que será cobrado a sustentar o que é importante para a sociedade a qual pertence, mas, sem importância diante de novos sentimentos e conceitos.

Perfil do autor: Walcyr nasceu em 02 de dezembro de 1951 na cidade de Bernardino de Campos interior de São Paulo (SP). Escritor, dramaturgo e autor de telenovelas. 

Excelente começo de semana para você e familiares.
Kátia Regina Maba

Blumenau (SC).

18 de setembro de 2015

"O Segredo de Caifás" da autora espanhola Beatriz Becerra.



Boa tarde

Recomendamos para melhor aproveitar seus momentos de leitura o romance espanhol/ficção O Segredo de Caifás" da autora espanhola Beatriz Becerra – 1º edição 2010 – Geração Editorial.

Sinopse: Miriam, uma galileia letrada que conviveu com Jesus, Maria Madalena e os primeiros apóstolos, conta sua vida no palácio do Sumo Sacerdote Caifás. Como uma criada especial, ela passa anos e anos mergulhada em absoluto silêncio, até que decide revelar tudo o que testemunhou e, ao mesmo tempo, protagonizou.
Abre uma caixa de segredos cuidadosamente guardados e que vêm à luz depois que, em 1990, foram encontrados os restos mortais de seu amo, o primeiro personagem da Bíblia de quem foram encontrados vestígios. Junto com seu ossário, havia os esqueletos de uma mulher, de um adolescente e de dois meninos pequenos. Quem seriam? E quem deu voz a Miriam?

Resenha: A autora entrelaçou a história de Miriam com outros personagens marcantes da época, como Jesus, sua mãe, os apóstolos e Maria Madalena. Com o desenvolvimento da história é descrito um panorama muito rico da época, da relação entre servos e dominantes, do conflito entre judeus e romanos e do início do Cristianismo.
A vida da personagem principal Miriam é marcada por uma história profunda de perdas, tanto de pessoas queridas como de sonhos desfeitos. Em minha opinião é uma história muito bem elaborada, com personagens cativantes e um mistério bem explorado pela autora, mas, o final reservado para Miriam e sua irmã Séfora diminuiu um pouco do encantamento que eu tive com a história.
Ao final gostaria que a autora tivesse desenvolvido mais a história para explicar o que aconteceu a Caifás e seus filhos.
Importante: A resenha acima mencionada é da leitora/parceira Laura Maria Pais Simão
Laura reside em Petrópolis (RJ) e nasceu em 29 de julho de 1976.


Perfil da autora: Beatriz Becerra é natural de Madrid (Espanha), psicóloga e especialista em Recursos Humanos e Marketing. Romancista e professora.

Excelente sexta-feira e final de semana para você e família

Laura e Kátia

15 de setembro de 2015

"A Lista de Brett" - Lori Nelson Spielman.



Boa noite

Recomendamos a leitura do romance/ficção "A Lista de Brett" primeiro romance da autora americana da autora Lori Nelson Spielman – 1ª edição 2014.

Sinopse: Brett Bohlinger parece ter tudo na vida, um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente. Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. 

Resenha: Não coloquei muita expectativa neste livro, parecia mais uma ideia de historia clichê, chatinha, com final mais clichê ainda pela questão da personagem de luto, que para receber seu dinheiro tinha que cumprir algo que a falecida deixou imposto. Pois bem, era para ter essa ideia, mas não teve.

O livro muda muito de um jeito que não se imaginaria, a lista que Brett começa a cumprir por obrigação muda seu ser, nos atos, decisões e rotina. A vida que ela achava que estava certa na verdade não estava e a cada passo da lista que se cumpria era aberta uma carta, que o advogado e então amigo dela lia. Cartas lindas de uma conexão incrível como se a mãe que escreveu estivesse presente e soubesse o que ela iria pensar e fazer. Acontecem coisas estranhamente diferentes, que você não entende como foi introduzido na historia, com a ideia inicial tão diferente dessas novas.

Os personagens secundários com exceção de alguns continuam só para complemento da historia, não apaixonam tanto. Com relação ao romance é imensamente confuso no começo, você acha que vai ser um, mas não é, aparece outro perfeito que é como se você visse uma historia já pronta. Mas não ainda não é dessa vez.

O final apesar de eu ter achado que a autora poderia ter feito muito mais e que ficaria muito mais interessante se isso estivesse ocorrido, foi bom e inesperado. Se você analisar o que ela era no começo do livro para o que é no final, você percebe o quanto a vida pode mudar. Uma lista que parecia boba continha sonhos de alguém que ficou no passado, que nos faz pensar em nós mesmos e em quantos sonhos que tínhamos anos atrás foram esquecidos. Enquanto a vida nos leva e nós nem percebemos. Faz repensar sobre o que poderia ter feito e por qual razão não fizemos.
Um livro longo cheio de coisas confusas, mas, que deixa alguma mensagem.

Importante: A resenha acima mencionada é de autoria da leitora Tatiane Andrade.
Tatty nasceu em 03 de setembro de 1999, natural de Caruaru - Pernambuco (PE).
tatiandrade999@gmail.com 


Abraços
Kátia e Tatty

Blumenau (SC).

8 de setembro de 2015

O Elo de Alexandria - Steve Berry (Romance Histórico).



Boa tarde

Recomendamos a leitura do romance histórico "O Elo de Alexandria" da americana Steve Berry , edição 2007.

Sinopse: Em O Elo De Alexandria, Cotton Malone se aposentou do mundo arriscado dos agentes de elite do Departamento de Estado dos EUA para levar a vida discreta de vendedor de livros raros. Mas sua existência calma é despedaçada quando recebe um e-mail anônimo: “Você tem uma coisa que eu quero. É a única pessoa na terra que sabe onde encontrá-la. Vá pegá-la. Você tem 72 horas. Se eu não tiver notícias suas, você ficará sem filho”. Sua horrorizada ex-mulher confirma que a ameaça é real: o filho adolescente foi sequestrado. 
Quando a livraria de Malone em Copenhague é totalmente incendiada, torna-se claro que os responsáveis não irão se deter diante de nada para obter o que desejam. E o que desejam é nada menos do que a biblioteca perdida de Alexandria. Seu enorme tesouro de sabedoria sempre cobiçado por estudiosos, caçadores de fortuna e pelos que acreditam que seus segredos não contados têm a chave para o poder definitivo. 

Resenha: Em minha opinião, houve muita ênfase na história de personagens secundários como a chefe da agência de Cotton Malone, Stephanie. Envolvida em questões políticas o tempo todo, desviou o foco do ponto mais interessante da história que é a busca da Biblioteca, e da revelação que ela possui sobre a localização dos acontecimentos narrados no Velho Testamento. Cotton Malone e sua ex-mulher Pam fizeram uma boa parceria ao longo da trama e mantiveram a curiosidade aguçada em torno dos acontecimento.
Importante:
A resenha acima mencionada é de autoria da leitora Laura Maria Paes Simões.
Laura nasceu em 29 de julho de 1976, natural do Rio de Janeiro (RJ), Petrópolis.

Perfil do autor: Steve Berry nasceu e cresceu na Geórgia, graduou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Mercer. Ele era um advogado experimental por 30 anos e ocupou um cargo eletivo em 14 desses anos. Membro fundador da International Suspense Escritores, um grupo de mais de 2.600 escritores de suspense de todo o mundo e serviu três anos como co-presidente.


Abraços
Kátia e Laura

Blumenau (SC).

2 de setembro de 2015

"A paixão é vista como antídoto para a morte em vida" - pg. 84 - A Filha das Flores - Vanessa da Mata.





Boa noite

Recomendo a leitura do romance brasileiro/ficção “A Filha das Flores” da cantora Vanessa da Mata, 1ª edição 2013 – Companhia das Letras.


Sinopse: Giza cresceu à beira de uma estrada que liga o norte e o sul do país. Sua geografia familiar, no entanto, pouco ultrapassa os limites da casa de infância, onde foi criada em meio às plantações de flores, ao pé do jardim. Os buquês e arranjos que lá eram preparados abasteciam toda a região, aproximando Giza de um universo de gente que ama, é rejeitada e morre, cada circunstância pedindo a sua própria flor. Assim, a menina, vivendo à sombra das tias, duas garotas que já encantavam os homens do vilarejo, encontrava seu jeito de vencer as cercas de casa. Mas, se das flores ela colecionava as histórias, das tias ela ganhava um vislumbre da vida adulta, que Margarida e Florinda, a despeito de serem pouco mais velhas, pareciam abraçar com naturalidade. A menina cresce, começa a conhecer o seu corpo, de suas vontades e de seus arredores. Viajando no carro que usa para entregar flores, ela ultrapassa os limites impostos pela família e chega a uma vila, lugar sobre o qual pairam histórias tenebrosas, e que ela passará a frequentar em busca de uma vida mais terrena. 

Resenha: Em seu primeiro romance/ficção a talentosa Vanessa da Mata apresenta ao leitor uma narrativa de infância, adolescência e maturidade da protagonista Giza, aquela que sabe reconhecer o aroma e valor de um ramalhete de rosas. Giza acompanha a vida das pessoas em uma pequena cidade, sem saber que sua própria história é muito mais misteriosa do que os mitos que correm boca a boca.
Em “A Filha das Flores” o leitor (a) vai debruçar seus momentos de reflexão sobre temas polêmicos em alguns círculos sociais: equilíbrio emocional, paixão, ação e reação, domínio da escolha do outro através de segredos e laços consanguíneos, ganância, mitos, amor além da vida.

Perfil do autor: Vanessa é natural de Alto Garças – Mato Grosso (MT), compositora e cantora de MPB, samba, música POP, etc...


Excelente quarta-feira.
Kátia Regina Maba

Blumenau (SC).